terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Uma ode natalina


É tempo de festas, muita comida e bebida.
Todos alegres, para não dizer hipócritas ao quadrado.
Enquanto os cordeiros se regozijam, os lobos espreitam em silêncio.
E com a aurora, todos voltam a se odiar.

Louco insensível, alguns dirão!
Para tantos outros, non sense.
Apenas por não ter lugar nessa multidão,
Lesa, cega e guiada pela emoção.

Nessa época, do "politicamente correto",
Agem como durante a santa inquisição.
Julgando e condenando no tribunal da comunicação.
Todos aqueles que se levantam contra a "plastificação".

Ostracismo querido!
Libertai essa carcaça do tédio,
O tédio de regozijar com a massa feliz.
Feliz, pela infelicidade da cegueira e da demência.

Talvez essas palavras evaporem como um peido,
Mas, elas carregam os sentimentos de alguem que não se enquadra.
Assim como essas rimas, estripadas sem remorso.
Apenas para celebrar o vosso ódio e hipocrisia!

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Félix: Brasil tem que se acostumar "com sacos de corpos" voltando da guerra


Natalia Viana, 15 de dezembro de 2010, 18.00 GMT

A frase acima foi proferida pelo ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Jorge Armando Félix, para explicar que o Brasil tem que "pagar um preço" se quer ser uma liderança mundial. Segundo o relato do embaixador Clifford Sobel, a conversa se deu em janeiro de 2007, como ele detalhou em um telegrama enviado ao Departamento de Estado às 16:40 do dia 15 de fevereiro de 2007, que será publicado hoje (15) pelo WikiLeaks.

O telegrama secreto descreve um jantar oferecido pelo embaixador a Félix e ao Subchefe-Executivo do GSI, o General-de-Divisão Rubem Peixoto Alexandre. Na pauta, o pedido da diplomacia para que Félix intermediasse um encontro entre a ministra-chefe da Casa Civil Dilma Rousseff e o advogado-geral americano - além da perspectiva do Brasil colaborar com a Otan, aliança militar que inclui países da Europa e os Estados Unidos.

Preço a pagar

"Félix estava relaxado e falando francamente, enquanto Alexandre permaneceu em silêncio durante a maior parte da noite", descreveu Sobel. Ele perguntou sobre os benefícios do Brasil colaborar militarmente com a Otan.

"Felix pareceu circunspecto e disse que os brasileiros devem encarar o fato de que 'um preço deve ser pago' para obter um papel de liderança global. O Brasil deve estar disposto a modernizar e empregar suas forças em operações internacionais e confrontar a perspectiva de 'sacos de corpos' retornando ao Brasil. Félix disse que, tanto pessoalmente quanto como militar, ele acreditava que era chegada a hora do Brasil pagar o preço e assumir a posição de liderança no cenário global", narra o telegrama.

O general diz ainda, segundo o documento, que uma cooperação próxima com a Otan seria vista positivamente pelos militares brasileiros, que compartilham a sua visão.

Venezuela

Durante o jantar o general também voltou a falar do seu desafeto Hugo Chávez. Disse que o venezuelano tinha pouca influência no Brasil, recebendo sempre críticas negativas da imprensa, e que "enquanto os governos vizinhos forem democraticamente eleitos, o Brasil tentará ser compreensivo quanto às suas idiossincrasias políticas particulares".

Felix, interlocutor frequente da embaixada, já tinha deixado clara suas diferenças com o governo em relação à Venezuela durante um almoço na residência do embaixador em 2005 - mas disse preferir se manter alinhado com a posição oficial.

Ele também reclamou da designação da Região da Tríplice Fronteira como alvo do Hezbollah. Desde 2006 o governo americano menciona possíveis atividades terroristas na tríplice fronteira com o Paraguai e a Argentina em seu relatório anual.

Fonte: WikiLeaks

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Cientistas identificam cabeça embalsamada como sendo de rei francês

A identificação foi feita usando retratos do rei

BBC Brasil
15/12/2010 - 09h12

Cientistas franceses dizem ter encontrado a cabeça embalsamada do rei francês Henrique 4º, que foi assassinado em 1610 aos 57 anos, após nove meses de testes.

A cabeça foi perdida depois que a capela real de Saint Denis, nos arredores de Paris, foi saqueada durante a Revolução Francesa em 1793. Desde então, ela circula entre colecionadores.

A equipe, que reuniu pesquisadores de diversas áreas, identificou as feições do rei com base em retratos da época, usando as mais recentes técnicas forenses.

Uma lesão perto do seu nariz, a orelha furada e um ferimento na face de uma tentativa de assassinato anterior foram algumas das marcas identificadas.

A descoberta foi anunciada na publicação especializada British Medical Journal.

Conservação

Segundo os cientistas, as técnicas usadas no embalsamento da cabeça são condizentes com a época em que Henrique 4º viveu.

No entanto, não foi possível usar o teste de DNA na análise, já que não havia amostras livres de contaminação.

A equipe, liderada pelo patologista forense e arqueólogo Philippe Charlier, disse que a cabeça tinha "cor marrom clara, a boca aberta e olhos parcialmente fechados".

A análise dos pesquisadores mostrou que a cabeça estava bem preservada, com todos os tecidos frágeis e órgãos internos conservados.

O rei Henrique 4º era um dos favoritos da França. Ele se converteu ao catolicismo para acabar com a guerra religiosa no país, mas foi morto por um católico fundamentalista.

Henrique foi o primeiro monarca da casa dos Bourbon, que inclui seu neto Luís 14, o rei Sol.

Sua cabeça será enterrada novamente na Basílica de Saint Denis no próximo ano, após uma missa nacional e um funeral.

Fonte: UOL

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Uma pedra no meio do caminho

Por Michel Blanco . 14.12.10 - 20h16

Defender a legalização das drogas em meio ao alastramento do crack no país é fazer um pacto com o capeta, certo? Afinal, o pesadelo de pais que se prezem é o filho passar de um pega num baseado para a carreira de cocaína e dali para baforadas finais em um cachimbo da pedra. O temor se fundamenta no pressuposto de que mais pessoas serão tentadas a consumir drogas se legalizadas.

Essa ideia, no entanto, pode ser um equívoco. Leis antidrogas rígidas não garantem boas noites de sono para pais aflitos. Não há correlação entre proibição e redução de consumo. Al Capone que o diga: cidadãos de países onde a legislação é extremamente dura, como os Estados Unidos, se drogam mais em relação a outros. O grande feito do endurecimento legal antidrogas nos EUA é o inchaço da população carcerária – além de bilhões de dólares gastos na repressão, que ajudam a movimentar a cadeia de produção da indústria bélica.

Em contrapartida, a legalização pode reduzir tanto a oferta quanto o consumo. Heresia? Não, legalização não quer dizer oba-oba, mas o contrário. O traficante atua como empresário de um setor ilegal da economia, e como tal busca acumular capital, conquistar mercados, diversificar investimentos e reinvestir em seu ramo principal. O mercado de drogas ilícitas não é oposto à racionalidade capitalista, mas é a versão mais radical de seus valores, que não tolera impedimentos para sua expansão. Vive em autorregulação plena, como desejam alguns setores mais dinâmicos e criativos da economia brasileira. Justamente por ser ilícito, o tráfico de drogas foge de qualquer regulação: não há distinção entre oferta para adultos e crianças, garantia de padrões de qualidade (afinal, cocaína ‘batizada’ com pó de mármore ou algo do tipo causa um estrago a mais) ou advertência sobre os riscos do consumo.

Legalizar pressupõe, obviamente, a ação eficiente do Estado, e sob outra perspectiva, deslocando o problema da esfera policial para a saúde pública. As drogas seriam tributadas e sua produção, regulada; a receita proveniente da atividade (juntamente com a grana economizada com a repressão policial) bancaria campanhas de esclarecimento e tratamento a dependentes. Fornecedores como Fernandinho Beira-Mar ou Elias Maluco seriam substituídos por gente com alguma responsabilidade pública. Muito idealista? Para quem curte pipoco e cassetete, talvez.

Longe da perfeição, tal sistema exigiria fiscalização constante. Mas a política de redução de danos é a solução menos ruim para o problema, ante a constatação do fracasso da simples repressão policial e da falta de evidência de que chegaremos algum dia a um mundo livre de drogas. A defesa dessa mudança de foco ganha adesão em correntes ideológicas diversas. Da esquerda libertária ao liberalismo clássico – há 20 anos está na pauta da revista The Economist, ícone do liberalismo britânico. No Brasil, também começa a crescer o apoio político. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso está nessa há um tempo. Agora é o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, quem se diz a favor de debater a legalização de drogas leves, convencido de que “a probição (sic) simples tem gerado muito mais prejuízo do que uma ação inteligente do poder público” (as bobagens que disse sobre aborto não invalidam a percepção de um problema prioritário em sua agenda).

Para ser eficaz, a ação do poder público deve mudar a forma de encarar o narcotráfico. A força do narcotráfico não se desenvolve apenas na violência desenfreada. Sua capacidade de fragmentar comunidades também é resultado das formações e vínculos sociais e culturais que promove em áreas onde predominam a pobreza e o descaso, em meio à incapacidade do Estado de ser agente do bem-estar. O narcotráfico não se trata de um meio de mobilização de poder que percorre unicamente submundos. O enorme potencial de corrupção dos bilhões de dólares que gera permite que percorra salões de governo e transações eletrônicas que saltam em contas bancárias robustas, em mercados de ativos e outras aplicações. Se o narcotráfico corre tão solto como se vê, é porque talvez não esteja confrontando-se com as estruturas de poder vigentes, mas fortalecendo-as. Está aí o elo a ser quebrado.

A legalização, em suma, implica a consolidação de uma política de saúde pública coerente no enfrentamento do uso abusivo de drogas, livre de preconceitos que distinguem substâncias lícitas de ilícitas. Rever o papel regulador do Estado sobre substâncias entorpecentes e enfrentar as drogas como um problema prioritariamente de saúde pública dá a chance de lidar com a dependência química de drogas pesadas como o crack, hoje um problema nacional, de maneira mais adequada.

O mundo fantasioso dos comerciais de cerveja e a prescrição desenfreada de barbitúricos também precisam de um olhar mais atento do poder público. Mas a regulação dos cigarros, embora ainda deficiente ante a criatividade do marketing tabagista, dá alguma esperança: o número de fumantes no Brasil cai a cada ano. E não é demais lembrar que, apesar de muitas drogas ilícitas serem extremamente prejudiciais à saúde, nenhuma rivaliza com a nicotina em potencial de dependência química. Vicia mais do que álcool, cocaína, morfina e… crack.

Fonte: Yahoo!

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

MPF quer que Band se retrate por ofensas de Datena contra ateus


NO "BRASIL URGENTE"

Da Redação - 03/12/2010 - 12h38


O MPF (Ministério Público Federal) entrou com ação civil pública da Justiça para obrigar a TV Bandeirantes a exibir durante o programa Brasil Urgente uma retratação pelas declarações ofensivas do apresentador José Luiz Datena contra os ateus.

Durante a exibição de uma reportagem, no dia 27 de julho, Datena e o repórter Márcio Campos relacionaram o crime com pessoas que não acreditam em Deus. “...porque o sujeito que é ateu, na minha modesta opinião, não tem limites, é por isso que a gente vê esses crimes aí”.

Além disso, o apresentador atribuiu os males do mundo aos ateus. “É por isso que o mundo está essa porcaria. Guerra, peste, fome e tudo mais, entendeu? São os caras do mal. Se bem que tem ateu que não é do mal, mas, é ..., o sujeito que não respeita os limites de Deus, é porque não sei, não respeita limite nenhum”, disse.

Em todo o tempo em que a matéria ficou no ar, o apresentador associava aos ateus a ideia de que só quem não acreditava em Deus poderia ser capaz de cometer crimes. Datena ainda debochou dos telespectadores que assistiam ao programa: “Quem é ateu pode desligar a televisão, ou mudar de canal pois eu não faço questão nenhuma de que assistam o meu programa”.

O programa ainda realizou uma pesquisa interativa para saber a opinião da audiência sobre a relação entre violência e ateísmo. Diante de um grande de ligações que não concordavam com a tese do apresentador, Datena disse: “Muitos bandidos devem estar votando do outro lado".

Para o Procurador Regional dos Direitos do Cidadão Jefferson Aparecido Dias, autor da ação, ao veicular as declarações preconceituosas contra pessoas que não compartilham o mesmo modo de pensar do apresentador, a emissora descumpriu a finalidade educativa e informativa, com respeito aos valores éticos e sociais da pessoa, prestou um desserviço para a comunicação social, uma vez que encoraja a atuação de grupos radicais de perseguição de minorias, podendo, inclusive, aumentar a intolerância e a violência contra os ateus.

“Evidentemente, houve atitudes extremamente preconceituosas uma vez que as declarações do apresentador e do repórter ofenderam a honra e a imagem das pessoas ateias. O apresentador e o repórter ironizaram, inferiorizaram, imputaram crimes, 'responsabilizaram' os ateus por todas as 'desgraças do mundo'”, afirma o procurador.

O procurador ainda ressalta que todos têm direito a receber informações verídicas, não importando raça, credo ou convicção político-filosófica, tendo em vista que grande parte da sociedade forma suas convicções com base nas informações veiculadas em programas de rádio e televisão.

Pedidos

Na ação, o MPF pede ainda que a emissora apresente um quadro com esclarecimentos à população sobre a diversidade religiosa e da liberdade de consciência e de crença no Brasil, com duração de no mínimo o dobro do tempo usado para exibição das mensagens ofensivas. Segundo o MPF, Datena criticou os ateus durante mais de 50 minutos.

A Procuradoria quer ainda que a União, através da Secretaria de Comunicação Eletrônica do Ministério das Comunicações, seja obrigada a fiscalizar o programa.




terça-feira, 23 de novembro de 2010

As 10 estratégias de manipulação midiática


O linguista Noam Chomsky* elaborou a lista das "10 estratégias de manipulação" através da mídia

Tradução: Adital

1 - A estratégia da distração
O elemento primordial do controle social é a estratégia da distração, que consiste em desviar a atenção do público dos problemas importantes e das mudanças decididas pelas elites políticas e econômicas, mediante a técnica do dilúvio ou inundação de contínuas distrações e de informações insignificantes. A estratégia da distração é igualmente indispensável para impedir que o público se interesse pelos conhecimentos essenciais, na área da ciência, da economia, da psicologia, da neurobiologia e da cibernética. "Manter a atenção do público distraída, longe dos verdadeiros problemas sociais, cativada por temas sem importância real. Manter o público ocupado; sem nenhum tempo para pensar; de volta à granja com outros animais". (citação do texto "Armas silenciosas para guerras tranquilas")

2 - Criar problemas e depois oferecer soluções
Esse método também é denominado "problema-reação-solução". Cria-se um problema, uma "situação" prevista para causar certa reação no público a fim de que este seja o mandante das medidas que desejam que sejam aceitas. Por exemplo: deixar que se desenvolva ou intensifique a violênca urbana, ou organizar atentados sangrentos, a fim de que o público seja o demandante de leis de segurança e políticas em prejuízo da liberdade. Ou também: criar uma crise econômica para forçar a aceitação, como um mal menor, do retrocesso dos direitos sociais e o desmantelamento dos serviços públicos.

3 - A estratégia da gradualidade
Para fazer com que uma medida inaceitável passe a ser aceita basta aplicá-la gradualmente, a conta-gotas, por anos consecutivos. Dessa maneira, condições socioeconômicas radicalmente novas (neoliberalismo) foram impostas durante as décadas de 1980 e 1990. Estado mínimo, privatizações, precariedade, flexibilidade, desemprego em massa, salários que já não asseguram ingressos decentes, tantas mudanças que teriam provocado uma revolução se tivessem sido aplicadas de uma só vez.

4 - A estratégia de diferir
Outra maneira de forçar a aceitação de uma decisão impopular é a de apresentá-la como "dolorosa e desnecessária", obtendo a aceitação pública, no momento, para uma aceitação futura. É mais fácil aceitar um sacríficio futuro do que um sacríficio imediato. Primeiro, porque o esforço não é empregado imediatamente. Logo, porque o público, a massa tem sempre a tendência a esperar ingenuamente que "tudo irá melhorar amanhã" e que o sacríficio exigido poderá ser evitado. Isso dá mais tempo ao público para acostumar-se à ideia de mudança e de aceitá-la com resignação quando chegue o momento.

5 - Dirigir-se ao público como se fossem menores de idade
A maior parte da publicidade dirigida ao grande público utiliza discursos, argumentos, personagens e entonação particularmente infantis, muitas vezes próximos à debilidade mental, como se o espectador fosse uma pessoa menor de idade ou portador de distúrbios mentais. Quanto mais tentem enganar o espectador, mais tendem a adotar um tom infantilizante. Por que? "Aí alguém se dirige a uma pessoa como se ela tivesse 12 anos ou menos, em razão da sugestionabilidade, então, provavelmente, ela terá uma resposta ou reação também desprovida de um sentido crítico". (ver "Armas silenciosas para guerras tranquilas")

6 - Utilizar o aspecto emocional mais do que a reflexão
Fazer uso do aspecto emocional é uma técnica clássica para causar um curto circuito na análise racional e, finalmente, ao sentido crítico dos indivíduos. Por outro lado, a utilização do registro emocional permite abrir a porta de acesso ao inconsciente para implantar ou enxertar ideias, desejos, medos e temores, compulsões ou induzir comportamentos.

7 - Manter o público na ignorância e na mediocridade
Fazer com que o público seja incapaz de copreender as tecnologias e os métodos utilizados para seu controle e sua escravidão. "A qualidade da educação dada às classes sociais menos favorecidas deve ser a mais pobre e medíocre possível, de forma que a distância da ignorância que planeja entre as classes menos favorecidas e as classes mais favorecidas seja e permaneça impossível de alcançar". (ver "Armas silenciosas para guerras tranquilas")

8 - Estimular o público a ser complacente com a mediocridade
Levar o público a crer que é moda o fato de ser estúpido, vulgar e inculto.

9 - Reforçar a autoculpabilidade
Fazer as pessoas acreditarem que são culpadas por sua própria desgraça, devido à pouca inteligência, por falta de capacidade ou de esforços. Assim, em vez de rebelar-se contra o sistema econômico, o indivíduo se autodesvalida e se culpa, o que gera um estado depressivo, cujo um dos efeitos é a inibição de sua ação. E sem ação, não há revolução!

10 - Conhecer os indivíduos melhor do que eles mesmos se conhecem
No transcurso dos últimos 50 anos, os avanços acelerados da ciência gerou uma brecha crescente entre os conhecimentos do público e os possuídos e utilizados pelas elites dominantes. Graças à biologia, à neurobiologia e à psicologia aplicada, o "sistema" tem desfrutado de um conhecimento avançado do ser humano, tanto no aspecto físico quanto no psicológico. O sistema conseguiu conhecer melhor o indivíduo comum do que ele a si mesmo. Isso significa que, na maioria dos casos, o sistema exerce um controle maior e um grande poder sobre os indivíduos, maior do que o dos indivíduos sobre si mesmos.

* Linguista, filósofo e ativista político estadunidense. Professor de Linguística no Instituto de Tecnologia de Massachusetts

Fonte: Adital

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Show grátis da Norah Jones no Parque da Independência

Norah Jones

No próximo dia 14, domingo, a cantora norte americana, Norah Jones fará um show gratuito no parque da Independência, no bairro do Ipiranga, às 16h. A cantora apresenta seu mais recente trabalho, "The Fall" lançado em 2009.


Além do show no Ipiranga, Norah Jones também fará outros shows no Brasil, em Curitiba/Pr (dia 12), Rio de Janeiro/RJ (dia 16) e Porto Alegre/RS (dia 18).


Abaixo uma das músicas desse trabalho, que vale a pena conferir, ainda mais sendo grátis.





domingo, 17 de outubro de 2010

Morre o psiquiatra José Angelo Gaiarsa

O psiquiatra José Angelo Gaiarsa


Morreu ontem, o médico psiquiatra José Angelo Gaiarsa, aos 90 anos de idade. O enterro será no cemitério da Vila Assunção, em Santo André, cidade natal de Gaiarsa. A morte do psiquiatra foi anunciada pela família.

Gaiarsa ganhou notoriedade, desde os anos 1960, quando fez suas primeiras aparições na TV. Foi um defensor da emancipação feminina e da liberdade nos costumes, criticando imposições comportamentais, pois, segundo ele, eram a causa de diversas neuroses.

O psiquiatra foi autor de mais de 30 livros, entre eles "A juventude diante do sexo" e a sua última obra "Meio século de Psicoterapia". Gaiarsa também clinicou por mais de meio século.


sábado, 16 de outubro de 2010

domingo, 12 de setembro de 2010

O aniversariante do dia


Quem assopra as velinhas hoje é nada menos que o baterista do Rush, Neil Peart. Nascido em, 12/09/1952. Neil Peart ganhou fama como baterista do Rush, e desde 1974, seu estilo de tocar vem sendo a marca registrada da banda canadense.

Abaixo, um dos clássicos do Rush, onde Neil Peart mostra porque foi considerado "hors concours", durante os anos 80.

Parabéns Mr. Peart!!


quarta-feira, 1 de setembro de 2010

En garde!


Somente quando o inimigo se revelar
Se descobre em qual campo, a luta devemos travar.
Em meus ouvidos, nada além do brandir das lâminas
Pois daremos a César, apenas o que é de César!

A tua ignomínia será infinita e te consumirá por dentro
Quando perceberes que de nada és o centro.
Em tua ausência se descortina o horizonte
Pois, a noite nunca dura para sempre.

Projeções apenas atestam a tua infâmia, homenzinho!
Daqui e dalí partirás, e sempre carregarás o teu ranço contigo.

Não há mais misericórdia,
Nada além do fino e gélido fio da lâmina!

Corinthians 100 anos


Parabéns ao Todo Poderoso Timão em seus 100 anos de existência, glórias e tradição!!!

Muito obrigado aos eternos ídolos que fizeram várias gerações sentirem orgulho de ser Corinthians.

Abaixo, a video reportagem de Ceneira Barrionuevo, direto do Viaduto do Chá, no dia 31/08/2010.


segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Digital Men volta a ser um trio

Talvez este seja o post mais difícil de escrever. Já faz alguns dias que venho protelando, mas, a verdade é que, em meio ao momento mais importante da nossa história, enquanto banda, fomos pegos de surpresa pela notícia de que o nosso baixista simplesmente está fora.

O mais surpreendente, é que tudo isso acontece sem uma justificativa razoável (na verdade até agora não recebemos nenhuma comunicação oficial, de palavra própria). A informação repassada é de que todo o nosso trabalho para realização e divulgação do nosso último álbum, foi muito "desgastante" e que estava havendo muita "cobrança", enfim, a vida estava uma "pedreira insuportável", sendo que temos no mínimo três refeições diárias, dormimos cerca de seis horas todos os dias e moramos em um país que não está em guerra, só pra citar alguns aspectos. E faz apenas dois meses que tudo recomeçou!

Meus caros, este blog é de minha propriedade e, assim sendo, vou lhes apresentar a minha posição, com relação ao fato.

Até aqui, dediquei mais ou menos vinte anos à música e, pelo menos dez ao Digital Men. Sempre procurando dar o meu melhor, em pról dessa busca incansável para concretizar um sonho em comum, de fazer um trabalho honesto tanto na sonoridade quanto na mensagem e poder ter nessa atividade uma profissão, como todo mundo precisa fazer para ter o seu sustento.

Como a maioria deve saber (pelo menos as pessoas adultas que sabem o que é dedicar-se a um trabalho), a realização de qualquer objetivo demanda muito investimento financeiro, empenho e anos a fio de dedicação, suor e, muitas vezes sangue e lágrimas. Mas, o nosso ex-baixista não pensa dessa forma. Para ele, a razão da vida deve se resumir em curtir baladas, ficar de papo furado com os "amiguinhos" e sair com a namoradinha aos domingos. Não que eu seja contra tudo isso, muito pelo contrário, mas, é preciso saber separar as coisas.

Infelizmente, todo o trabalho realizado até aqui, está praticamente perdido, uma vez que havia um planejamento traçado, contando com um grupo, que foi desfeito da noite para o dia. Todos os anos de camaradagem, de nossa parte para com ele, não valeram de absolutamente nada, pois, só o umbigo do garoto é que interessava. As vidas particulares, relacionamentos familiares e outros aspectos das vidas do restante da banda, simplesmente não tiveram a menor importância, pois, repito, apenas o umbigo do garoto é que estava em jogo.

Não quero parecer tirânico, do ponto de vista de quem pensa que ninguem é obrigado a fazer nada que não queira, mas, também não posso concordar com a leviandade e com a falta de compromisso e hombridade, para assumir os bônus e os ônus de uma palavra empenhada junto à outras pessoas. Enfim, a pior coisa que pode acontecer em uma relação de trabalho é a falta de caráter e a traição. Pois há muita coisa em jogo, vidas inteiras dedicadas, outras pessoas que se envolvem indiretamente com o trabalho, etc. Espero que aqueles que trabalharem com ele no futuro tenham mais sorte, afinal, o tempo faz com que as pessoas passem da infância para a maturidade (ou não).

Neste momento, mais uma vez me valendo da honestidade, só me resta dizer que, tudo são incertezas quanto a continuidade deste trabalho. É possível que daqui a algum tempo a gente consiga juntar os cacos e seguir em frente, mas, por enquanto, parece que tudo está mais perto do fim do que da continuidade.

As próximas semanas serão decisivas, pois, tudo vai depender do que surgir como trabalho novo e do tempo que for necessário, para assimilarmos o golpe e nos levantar novamente. Afinal, "o que não me mata me torna mais forte". Espero que possamos nos ver novamente em breve, desta vez, apenas as pessoas que realmente tem um objetivo de vida e não tem tempo a perder com quem não sabe o que pretende nesta vida e está neste mundo à passeio.

Abraço.
DM

Decepção


A decepção, cega, emudece, contorce
Gosto amargo que a mente entorpece
Incomoda a noite mal dormida
Passam-se as horas, o filme da vida

Retomando o rumo da caminhada
Nos olhos sentindo o fio da navalha
De rosto no chão, muda decepção
O frio na espinha, mudando a direção

Pedra rígida que o tempo atravessa
Tempo que envolve e consome
A mudança agita a matéria
Transforma e a tudo supera

Rubão Almeida

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Queens of the Stone Age confirma presença no SWU festival

Queens of The Stone Age

Na última quinta-feira (26/08), finalmente foi confirmada a participação do Q.O.T.S.A., no SWU festival, que acontecerá na fazenda Maeda em Itú/SP. A banda tocará na última noite do festival, no dia 11 de outubro, ao lado de Linkin Park, Avenged Sevenfold, Cavalera Conspiracy, Pixies entre outros.

A banda liderada por Josh Homme, que foi formada no final dos anos 90 e esteve no Brasil há 9 anos, tem cinco álbuns de estúdio e teve seu maior sucesso com o álbum "Songs for the Deaf", de 2002. É nesse álbum que estão as músicas "Go With The Flow" e "No One Knows", que estiveram por bastante tempo na tela das MTV's pelo mundo todo.

Além de Josh Homme, líder e vocalista, o Q.O.T.S.A. conta com Troy Van Leeuwen (guitarra e baixo), Joey Castillo (bateria), Michael Schuman (baixo) e Dean Fertita (teclados). A banda também já contou com a participação de nomes de peso, que ajudaram a consolidar o sucesso do Q.O.T.S.A., como Dave Grohl, do Foo Fighters e Mark Lanegan, do Screaming Trees, banda da qual o vocalista Josh Homme já fez parte.

O último sucesso do Queens of the Stone Age é Make it wit Chu, do álbum Era Vulgaris, de 2007. Abaixo um dos vídeos mais legais do Q.O.T.S.A.



Fontes: Estadão, SWU Oficial

domingo, 22 de agosto de 2010

New Model Army tocará em São Paulo em Setembro

New Model Army

O New Model Army está comemorando 30 anos e fará dois shows em São Paulo, nos dias 17 e 18 de setembro.

Os shows acontecerão no palco do Citibank Hall e os ingressos já estão à venda no site da Tickets For Fun.


Citibank Hall
Av. dos Jamaris, nº 213.
Moema - São Paulo/SP


Fonte: New Model Army Official

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Da Boca Sai chega as 15.000 visitas!!

O blog Da Boca Sai, acaba de receber seu visitante nº 15.000!!! É isso mesmo, em pouco mais de um ano de existência, o blog já ultrapassa a incrível marca de 15 mil acessos.

Esperamos ter colaborado, de alguma forma, para o engrandecimento cultural e intelectual de nossos leitores, fixos e eventuais. Deixamos nossos mais sinceros agradecimentos, pois, são vocês que nos acompanham ou passam ao acaso por aqui, que são a razão da existência deste blog.

Continuaremos a mostrar coisas interessantes e outras nem tão agradáveis assim, mas, que são necessárias para que os leitores do Brasil e do mundo tenham uma visão independente, sobre os fatos do cotidiano.

Procuraremos colocar palavras, imagens, sons, cores e etc, sempre e enquanto a "liberdade" nos permitir, sendo o mais fiel possível aos fatos. Esperamos a visita de mais 15 mil internautas e pelo eterno retorno dos primeiros 15 mil.

Obrigado à todos!!

domingo, 1 de agosto de 2010

SWU trará Rage Against The Machine

Rage Against The Machine

E, na última sexta-feira foi confirmada a tão aguardada notícia, de que o Rage Against The Machine será a principal atração do festival SWU, no dia 9 de outubro, na Fazenda Maeda, em Itú/SP. O festival ainda terá o Kings of Leon e o Linkin Park como headliners, nos dias 10 e 11.

Esta será a primeira vez que o RATM vem ao Brasil, para se apresentar e, o anúncio da participação da banda de Zack de La Rocha, Tom Morello, Brad Wilk e Tim Commerford no festival, já era aguardada desde pelo menos o dia 16 de junho. Vamos aguardar pra ver se sobram ingressos para esse show.

Abaixo uma música que mostra porque o RATM é tão aguardado!!


Fontes: Whiplash!, Destak, SWU e Miscelanea Pop

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Foi dado o ponta pé inicial

Digital Men - 24/07/2010
No último sábado, finalmente aconteceu, no palco do Cidadão do Mundo-arte e cultura, a festa de lançamento do álbum Rádio Manifesto, do Digital Men. Após mais de 5 anos sem fazer nenhum show, a banda voltou com a mesma energia que marcou as apresentações anteriores.

A noite ainda contou com as apresentações das bandas Assoma e Espasmos do Braço Mecânico. As três bandas mostraram seus trabalhos próprios e algumas versões de outras bandas.

Nos próximos dias postaremos as fotos do evento em nossa galeria de fotos e alguns vídeos do show.

O Digital Men agradece a presença de todos que foram prestigiar o show e às bandas, que juntamente conosco, contribuíram para a realização da festa.

Em breve anunciaremos novas datas de shows.

Abraço e até breve!!

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Digital Men fará show de lançamento do álbum Rádio Manifesto


Está confirmado o show de lançamento do segundo álbum do Digital Men, chamado Rádio Manifesto e que foi lançado via internet, no mês passado.

O show será no próximo sábado, 24 de julho de 2010, às 20h no espaço CIDADÃO DO MUNDO-Arte e cultura, que fica na Rua Rio Grande do Sul nº 73, centro de São Caetano do Sul/SP. O evento ainda conta com a participação das bandas Assoma e Espasmos do Braço Mecânico. Os ingressos têm preço popular e custam R$ 8,00.

Maiores informações na agenda do site da banda: http://www.digitalmen.mus.br/

Aguardamos a presença de todos!


quinta-feira, 15 de julho de 2010

Digital Men concede entrevista ao programa Miscelânea Pop

Como parte da divulgação do segundo álbum, Rádio Manifesto, o Digital Men concedeu uma entrevista ao programa Miscelânea Pop nº 20, no último dia 10/julho.

O programa que é capitaneado por Tadeu Alcaide e Vinicius Marchette e tem a técnica de Claudio "Pagé", tem uma nova edição disponibilizada, em podcast, todos os sábados, no blog de mesmo nome.

Abaixo, a íntegra do programa.


MusicPlaylistRingtones
Music Playlist at MixPod.com

*Atualização: Por problemas no código do player acima, o programa não está sendo aberto aqui. Mas você pode ouví-lo diretamente no blog Miscelânea Pop.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Ian Paice o aniversariante do dia


Quem assopra as velinhas hoje, é nada menos do que o lendário baterista do Deep Purple, Ian Anderson Paice (29 de junho de 1948).

Ian Paice tem o mérito de ser o único membro da formação original do Purple ainda em atividade na banda.

Dono de um currículo invejável, Paice tem em sua extensa discografia, trabalhos ao lado de feras de vários estilos musicais, entre eles, já trabalhou com nomes como: The Shindings, MI5 & The Maze, Deep Purple, Whitesnake, Gary Moore, Velvet Underground e muitos outros.

Abaixo, uma música onde Mr. Paice debulha toda a sua técnica. Parabéns!!



segunda-feira, 28 de junho de 2010

Seleção Brasileira de 1982


Aproveitando o clima de Copa do Mundo de Futebol, é inevitável para aqueles que têm mais de 30 anos, não lembrar da Seleção Brasileira de 1982.

Apesar de não ter ganho aquele mundial, o time montado por Telê Santana é referência de futebol arte até hoje e para muitos, foi o time que jogou mais bonito, até mais do que a seleção campeã de 1970!

Abaixo, um vídeo com os 11 gols mais bonitos da seleção canarinho, no mundial da Espanha 82, para lembrar com saudades.



quarta-feira, 23 de junho de 2010

Rádio Manifesto disponível na íntegra para download


Olá meus amigos e leitores.

Finalmente, após vários meses de trabalho e superação de adversidades, conseguimos concluir o nosso segundo trabalho, chamado "Rádio Manifesto".

E, como prometido, disponibilizamos o disco na íntegra para download gratuito em nossa página no site da TramaVirtual.

Ouçam as músicas em volume máximo, baixem e deixem seus comentários sobre o nosso disco novo. E muito em breve divulgaremos as datas de shows de lançamento e, esperamos encontrar todo mundo lá, para conhecer novas pessoas e reencontrar os velhos amigos.

Abaixo a música que dá nome ao disco. Até breve!!

quarta-feira, 2 de junho de 2010

"The Big Four" nos cinemas do Brasil


Um dos sete shows que os "Big Four" (Metallica, Megadeth, Slayer e Anthrax) farão, pela tour de mesmo nome, pode ser visto nos cinemas do Brasil.


O show será em Sofia, na Bulgária, e será transmitido, via satélite, para 800 cinemas de 30 países, entre América do Norte e Europa, além de salas em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Salvador.


A apresentação será no dia 22 de junho, às 21h, na rede Cinemark do Shopping Downtown e Botafogo Praia Shopping (RJ); Shopping Eldorado (SP); Pier 21 (DF) e Cinemark Salvador (BA).


Segundo as informações, os preços dos ingressos custarão R$ 80,00 e devem começar a ser vendidos pela internet e nas bilheterias da rede Cinemark.



quinta-feira, 20 de maio de 2010

Nicolau Copérnico será enterrado 467 anos após morrer

Cortejo fúnebre de Nicolau Copérnico, em Olsztyn, Polônia. Foto: EFE

O astrônomo Nicolau Copérnico (1473-1543), considerado o pai da astronomia moderna, será enterrado novamente no sábado, em Frombork, na Polônia.

Seus restos mortais foram encontrados em uma igreja da cidade e, estudados e identificados em 2005. Os restos de Copérnico passaram hoje pela cidade de Olsztyn, também em território polonês, em sua volta à cidade de Frombork.

Nicolau Copérnico foi o primeiro a teorizar, no século 16, que a Terra não era o centro do universo, como se pensava até aquele período, propondo uma teoria heliocentrica. Segundo o jornal "The Independent", o corpo do astrônomo só foi identificado após vários anos de pesquisas. As dúvidas tiveram fim quando foram comparadas amostras de DNA encontradas em livros do cientista com os restos mortais encontrados na Polônia.

Copérnico tinha sido enterrado em uma igreja de Frombork, mas, sem identificação. Sua teoria só foi publicada no final de sua vida e influenciou outros cientistas, como Isaac Newton e mudou os rumos dos dogmas religiosos.

Fonte: Terra

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Professora é demitida de faculdade em Minas por causa de cartaz

A imagem ao lado foi o estopim para a polêmica, que culminou com a demissão da professora Viviane Souza Pereira, 33 anos, da FAMINAS, em Muriaé, zona da mata mineira.

O cartaz é uma reprodução da capa da agenda de 2010, do Conselho Federal de Serviço Social, em que aparecem as imagens de grupos excluídos da sociedade brasileira, entre eles, um negro, um indígena, um trabalhador sem-terra, um cadeirante e duas mulheres em uma insinuação de beijo.

A peça seria utilizada para divulgar a 7ª semana Acadêmica do Serviço Social, evento promovido pela faculdade, que vetou sua utilização. Como Viviane era a cordenadora do curso, tentou, segundo ela, por mais de vinte dias, negociar a utilização da imagem junto à FAMINAS, mas, como não houve acordo ela optou pelo cancelamento do evento. Após externar publicamente o fato, a professora foi demitida sem justa causa, no dia seguinte.

"A instituição não quis associar a imagem do cartaz à imagem da empresa. Eles falaram que eu podia fazer o debate da forma que eu quisesse, sobre o que eu quisesse, mas dentro da instituição, porque a imagem dela não poderia ser associada à figura" - contou a professora.

Viviane que foi cordenadora do curso há quase dois anos, explica porque não cedeu à pressão da instituição: "Fui militante do movimento estudantil e tenho muita visibilidade nos movimentos sociais. Se eu tivesse me omitido, não conseguirua me olhar no espelho".

Em nota de esclarecimento, divulgada ontem, a assessoria de comunicação da FAMINAS disse que as atividades culturais, de pesquisa e de extensão que são fomentadas pela instituição "se pautam no respeito à diversidade, na busca constante da diminuição das distâncias sociais".

Questionada sobre a demissão da cordenadora do curso de Serviço Social, a assessoria se exime da responsabilidade, dizendo que somente o procurador da instituição, Eduardo Goulart, poderia se pronunciar sobre as questões referentes à FAMINAS, e que ele estaria viajando.

domingo, 16 de maio de 2010

Ronnie James Dio (1942-2010)

Infelizmente tenho de postar aqui a notícia que eu não gostaria de publicar nunca. Morreu neste domingo, aos 67 anos, Ronnie James Dio.

Dio foi um dos maiores cantores que o Heavy Metal já conheceu, tendo escrito uma parte importante da história do estilo, como vocalista das bandas Rainbow, Black Sabbath e de sua própria banda, tendo gravado os clássicos "Holy Diver" e "The Last In Line".

A notícia da morte do cantor foi confirmada no site oficial por sua mulher e empresária, Wendy Dio, que disse: "Meu coração está partido, Ronnie faleceu às 7:45h da manhã de hoje, domingo, 16 de maio de 2010. Muitos amigos e familiares puderam estar presentes para se despedir antes que ele partisse em paz."

Dio havia revelado estar com câncer no estômago em novembro do ano passado, quando estava em turnê com a sua atual banda Heaven & Hell, formada por ex-integrantes do Black Sabbath. A partir de então, Ronnie estava em tratamento em um hospital de Houston e, após sua sétima sessão de quimioterapia, Dio estava confiante e ansioso para voltar aos palcos em breve. No começo deste mês, o Heaven & Hell cancelou uma turnê que deveria começar em 13 de junho, devido ao estado de saúde do cantor ter se agravado.

Ronnie James Dio ficou famoso em 1975, quando se tornou vocalista do Rainbow, banda do guitarrista do Deep Purple, Ritchie Blackmore. Antes disso, ele já havia gravado alguns discos com a banda ELF. Foi o substituto de Ozzy Osbourne, no Black Sabbath, em 1980, quando gravou o disco "Heaven And Hell" e, posteriormente o disco "Mob Rules", considerados clássicos do Black Sabbath. Em sua carreira solo foram inúmeros discos e grandes músicas, que se tornaram sucesso entre os fãs do estilo, como "Rainbow in the Dark", "Holy Diver" e "The Last in Line".

Encerra-se assim uma carreira de grandes composições e cala-se enfim, uma das vozes mais poderosas de todos os tempos, quando o assunto é Rock e Heavy Metal.

Rest in Peace Ronnie!


Fontes: Dio oficial, UOL e Whiplash.net


quinta-feira, 6 de maio de 2010

O fim do sonho corintiano e mais um vexame alvi-verde

E o sonho acabou... de novo

Após um primeiro tempo digno de uma decisão de Libertadores, em que o timão fez 2x0 no Flamengo, no segundo tempo, logo aos 4 minutos, Vágner Love (aquele mesmo que jogou no Palmeiras) marca o gol que deu a classificação para os cariocas.

É possível que, daqui para frente o Corinthians passe por um desmanche no elenco, uma vez que alguns jornalistas já ventilam por aí, informações de que o presidente do clube, Andrés Sanches, teria confidenciado que é possível que ele não suporte a folha de pagamentos, em caso de eliminação da Libertadores.

Apesar de ter declarado, logo após o jogo de ontem, que Mano Menezes está mantido no comando técnico do time, eu acredito que seja apenas uma questão de dias para que Mano seja demitido. Vamos aguardar os desdobramentos de mais um tropeço na competição que, além de inédita, está se tornando uma verdadeira maldição para o Corinthians.

E agora, como comemorar o centenário sem ter nada?

Veja os gols que classificaram o Flamengo para as quartas de final da Libertadores

Fonte: UOL


O fiasco palmeirense

E o arqui-rival de Parque Antártica, foi até Goiânia tentar a também inédita conquista da Copa do Brasil, o que seria um caminho mais curto para voltar a disputar a Libertadores em 2011. Mas, novamente o time palmeirense decepcionou o seu torcedor e jogou um futebol sofrível, perdendo por 1x0, no tempo normal o que levou a decisão da vaga para os pênaltis, já que o jogo de ida em São Paulo, foi vencido pelo Palmeiras por 1x0.

Numa noite pouco inspirada de ambas as equipes, o Atlético Goianiense venceu a disputa dos pênaltis por 2x1. Competência dos dois goleiros ou incompetência de ambos os times para cobrar as penalidades?

Agora parece que vem um tsunâmi enorme entrando pelos portões do Parque Antártica, com os rumores de que Diego Souza não vestiria mais a camisa do clube e alguns torcedores estão insatisfeitos com o trabalho do técnico Antonio Carlos, além das recentes denúncias feitas por Lincoln, sobre salários atrasados, o que pode ter motivado um descontentamento entre os jogadores.

Enfim, ontem foi uma noite de futebol para ser esquecida, pelo menos para os que não são rubro-negros.

Veja as cobranças de pênalti que eliminaram o Palmeiras da Copa do Brasil

Fonte: Uol


sexta-feira, 30 de abril de 2010

Bélgica aprova lei que proíbe véu islâmico

Burcas e niqab estão proibidos na Bélgica

Nesta quinta-feira (29/04), a Bélgica se tornou o primeiro país da União Europeia a aprovar um projeto de lei que proíbe o uso de burcas e niqab em locais públicos. De acordo com a nova lei, torna-se proibido circular "em locais públicos com o rosto coberto ou dissimulado total ou parcialmente, de maneira que não seja identificável".

A votação do projeto de lei teve 136 votos favoráveis e duas abstenções. A pena para quem desobedecer a determinação varia de multas entre 82,50 e 137,50 euros (R$ 189 e R$ 315) e em casos de reincidência estão previstas detenções que podem variar de um a sete dias.

Com isso, o véu passa a ser proibido em ruas, lojas e edifícios públicos, sendo permitido apenas no caso de festividades permitidas pelas autoridades, como o carnaval.

Algumas justificações foram apresentadas por alguns parlamentares belgas: "É um motivo de orgulho que nosso pequeno país seja o primeiro da Europa a dar esse passo", afirmou o deputado Georges Dallemagne, do partido democrata-cristão CDH.

O deputado Denis Ducarme, do partido francófono MR, afirmou que "A imagem do nosso país no exterior é cada vez mais incompreensível. Mas, pelo menos em relação à unanimidade deste Parlamento em torno do voto que proíbe burca e niqab, há um elemento de orgulho de ser belga. Esperamos ser seguidos pela França, Suiça, Itália, Holanda, os países que fazem uma reflexão".

A lei ainda precisa ser sancionada pelo Senado belga dentro de 15 dias ou submetida a emendas em 60 dias. A atual situação política na Bélgica ainda pode levar a uma dissolução de todas as câmaras, o que pode provocar um arquivamento da iniciativa a espera de um novo governo.


Fontes: Click21 e Estadão

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Com 10 em campo Flamengo bate o Corinthians

Adriano comemora gol de pênalti contra o Corinthians

Durante o primeiro tempo o que se viu foi uma bela partida de pólo aquático. A forte chuva que caiu sobre o Maracanã impediu que os dois times conseguissem trocar mais de três passes sem que a bola ficasse parada nas poças de água.


Apenas duas jogadas tiveram alguma emoção e chances de gol. O Corinthians era um pouco melhor, mas, a qualidade do gramado estava muito comprometida para que as duas equipes pudessem efetivar boas jogadas e, o lance mais marcante da primeira etapa foi a expulsão do flamenguista Michael, aos 36 minutos, após pegar Dentinho e levar o segundo cartão amarelo.


Quando começou o segundo tempo, a chuva deu uma trégua e o futebol foi aparecendo aos poucos. Aos 4 minutos Dentinho lançou para Moacir fazer o gol e Bruno fez ótima defesa, com o pé.


Aos 15, Juan cobra uma falta sem muita pretensão e, a bola foi no travessão de Júlio César. Aos 18, Ronaldo teve uma boa chance que ele mandou de canela para a defesa do Flamengo. Na sequencia do lance, no contra-ataque rubro-negro, Juan é derrubado por Moacir e, dentro da área é pênalti, que Adriano converteu, tirando o primeiro zero do placar.


A partir daí o Corinthians passou a centralizar demais as jogadas e Ronaldo deixava todas as bolas na defesa do Flamengo. A superioridade numérica não foi suficiente para fazer com que o timão chegasse ao gol rubro-negro. Dentinho e Danilo saíram para as entradas de Jorge Henrique e Iarlei


Aos 32 minutos, Adriano ainda mandou uma cabeçada à queima-roupa que o goleiro corintiano mandou para escanteio, a bola que ainda resvalou no travessão, efetuando um verdadeiro milagre em pleno Maracanã.


O Flamengo também tirou Vagner Love para a entrada de Vinicius Pacheco e Maldonado deu lugar para Toró.


A única jogada que Ronaldo realmente conseguiu fazer na partida não foi aproveitada pelo ataque corintiano, porque Iarlei tirou a bola da cabeça de Jorge Henrique, o que seria gol certo.


Aos 38, o fenômeno saiu, de forma decadente, debaixo de uma grande vaia, para a entrada de Souza. Com isso, o Corinthians viu ir por água abaixo a invencibilidade na competição e a ameaça de eliminação na Libertadores já faz acender as luzes de atenção no Parque São Jorge.


O Pacaembú é a casa do timão, mas, se jogar como no segundo tempo no Maracanã, o ano do centenário do Corinthians, poderá terminar sem ter nada.

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Inicio das gravações do Digital Men

É isso aí, depois de alguns meses de atrasos e imprevistos, finalmente está confirmado o início das sessões de gravação do mais novo trabalho do Digital Men.

A primeira parte da gravação está marcada para o próximo sábado e, a técnica de gravação ficará por conta de Luiz de Caro e do estúdio Spectrum.
Dentro de mais algumas semanas, o disco Rádio Manifesto, estará disponível para download no site oficial da banda e em breve começarão os shows de divulgação do álbum.

Nos veremos em breve!

domingo, 25 de abril de 2010

Megadeth toca "In my Darkest Hour" em São Paulo na noite de sábado

Veja abaixo o Megadeth em show no Credicard Hall, em São Paulo, na noite de ontem. Quem foi ao show pode conferir a comemoração dos 20 anos de lançamento de Rust In Peace, juntamente com a turnê de divulgação do álbum Endgame.

Fonte: UOL

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Confirmada a morte de Peter Steele do Type O Negative

O site oficial do Type O Negative foi atualizado hoje com a seguinte mensagem: "Os fóruns foram reabertos. Por favor seja sensato, e espere comunicados da banda e família com o decorrer do dia. "Obrigado pela compreensão e apoio."

O tecladista da banda, Josh Silver, confirmou anteriormente ao site Blabbermouth.net, que Peter Steele faleceu na quarta-feira (14), aos 48 anos de idade. A causa da morte ainda não foi divulgada, mas, acredita-se que Steele tenha sofrido uma parada cardíaca.

Há alguns anos, surgiram boatos sobre a morte de Steele, inclusive com uma brincadeira publicada no site da própria banda, onde aparecia uma lápide com alusão ao fato. Mas, depois tudo se revelou uma grande piada, de muito mal gosto para alguns e, de muito senso de humor (negro) para outros.

Diversos artistas já publicaram mensagens de condolências aos amigos e familiares de Peter Steele. Entre eles o Megadeth, Kreator e Life of Agony, entre muitos outros.

Steele nasceu como Petrus T. Ratajczyk, em 4 de janeiro de 1962 no Brooklin, Nova York. Ele tinha 2 metros de altura e sua voz grave foi a marca registrada do som do Type O Negative.

Antes de formar o Type O Negative, Peter Steele tocou com a banda de metal Fallout e, posteriormente com o Carnivore.

Abaixo, segue um dos primeiros sucessos que fez dessa banda um dos ícones do metal gótico. Peter Steele R.I.P!




Fontes: Whiplash.net, Type O Negative official, Blabbermouth.net

sexta-feira, 26 de março de 2010

Finesse


FSP, 15 de março de 2010


Algumas questões são tratadas de forma grosseira porque temos pressa em resolvê-las


por LUIZ FELIPE PONDÉ


O FILÓSOFO francês Blaise Pascal (século 17) dividia a inteligência em dois tipos de "espíritos". "Espírito", aqui, significa "atividade intelectual" e não alma penada ou um princípio pessoal e imaterial como no kardecismo. Os dois tipos são: o espírito geométrico e o espírito de "finesse".


O primeiro teria como vocação lidar com um grande número de questões ao mesmo tempo, arranjando-as de modo linear e encadeado, a fim de gerar deduções lógicas generalistas e de grande alcance. O segundo teria uma vocação para o detalhe e a sutileza, lidando melhor com um pequeno número de variáveis a cada vez, e fugindo das generalidades apressadas.


O geométrico ama a pressa e os resultados eficazes, o de "finesse" cultua a paciência e o cuidado, mas pode ser de eficácia duvidosa. Normalmente eu tendo para o espírito de "finesse". O problema é que numa sociedade gigantesca como a nossa, com problemas de dimensões estatísticas, o espírito geométrico tende a devorar a alma. E, por definição, a alma vive mal na geometria. Seu habitat natural é a "finesse" porque a geometria tende ao grosseiro quando envolve seres humanos.


Em nossa complexa sociedade, algumas questões são tratadas de forma grosseira porque nós temos pressa em resolvê-las ou porque queremos fazer mentiras passarem por verdades. E aí, nós caímos num frenesi geométrico.


Leitores perguntam qual é minha posição quanto ao tema das cotas nas universidades. Outros, perguntam-me: "Você é a favor ou contra os direitos gays?".


O frenesi geométrico tende a dar respostas afeitas ao gosto de políticas públicas e movimentos sociais. Respostas geométricas são assim: "sou a favor" ou "sou contra" cotas ou direitos gays. E pronto.


Confesso: tenho alergia a esse negócio de "movimentos sociais" e suspeito muito do caráter de quem vive sempre metido neles. Não existe algo chamado "multidão do bem", toda multidão é do mal. Recentemente ouvi um comercial no rádio que falava "todos juntos com uma só vontade e um só objetivo" (algo assim). Sinto um frio na espinha quando vejo "vontades unidas", pouco importa para quê.


Perdoe-me se isso parece uma falha de caráter, ou, quem sabe, se não sofri o suficiente na vida até hoje para confiar em multidões do bem, ou se conheço muitas mulheres bonitas e que gostam de tomar vinho antes do sexo. Na vida de um homem, o que decide sua realização é sempre sucesso profissional e sucesso com as mulheres, quem disser o contrário mente. Minha suspeita básica é de que desde os irmãos Caim e Abel (Caim matou Abel por inveja do amor de Deus pelo irmão), detestamos a felicidade no outro.


Mas e as cotas e os direitos gays? Tentemos uma resposta sem pressa.


Sou contra cotas raciais. Não acredito nessa coisa de dívidas históricas. Acho que isso serve para intelectuais fazerem carreiras ideologicamente orientadas (porque as universidades vivem sob repressão ideológica) e para pessoas politicamente articuladas garantirem seu futuro burocrático.


Sim, reinos africanos participavam do mercado de escravos e praticavam escravidão entre eles. Dizer que a escravidão dos africanos no Brasil foi uma mera questão de "europeus contra negros" é mentira. E mais: essa prática de cotas raciais (racismo "do bem") é tão racista quanto qualquer outra.


Dizer que reinos africanos e africanos libertos da escravidão no Brasil participaram do comércio de escravos não é "preconceito contra negros". Aqueles que afirmam isso o fazem por má fé.
Sou a favor de cotas em universidades públicas para estudantes de escolas públicas que se destacam em sua vida estudantil porque eu acredito em recompensar o mérito.


E os direitos gays? Não acho que gays devam ter direitos especiais. Leis que criminalizam gestos e palavras "contra os gays" para mim são mero fascismo.


Cirurgia para troca de sexo pago pelo Estado é um abuso para o contribuinte. Acho uma bobagem essa coisa de "homoafetividade".


É um abuso quando professores de educação sexual dão bananas para meninos colocarem camisinha com a boca, como se ser gay fosse "normalzinho". Deve-se respeitar o mal-estar das pessoas diante disso, e querer "formar" mentes nesse nível não é função da escola.


Entretanto, sendo gays pessoas comuns, acho que, sim, eles devem ter o mesmo direito que os outros: o direito de casar, criar filhos e ser (in)feliz no amor e na vida como todo mundo.


Fonte: Folha de São Paulo; Ad Hominem